Lula exalta crescimento da indústria naval após terceiro lançamento do Promef

Presidente afirma que o projeto estimula o desenvolvimento tecnológico e não apenas a geração de divisas e empregos

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – “O Brasil está levando a sério a indústria naval”, afirmou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, comentando a inauguração do terceiro navio do Promef (Programa de modernização e expansão da frota nacional de petroleiros), de um total de 49 previstos.

Até agora, foram lançados os petroleiros João Candido, Celso Furtado e Sérgio Buarque de Holanda, e, em março próximo, com certo atraso, será inaugurado o Zumbi dos Palmares, todos destinados à Petrobras (PETR3PETR4).

R$ 30 bilhões até 2014
Do total previsto, 46 navios já foram contratados, o que soma quase R$ 5 bilhões em investimentos. Ao todo, o Fundo da Marinha Mercante prevê a contratação de R$ 30 bilhões em embarcações até 2014, segundo Lula.

PUBLICIDADE

O presidente afirmou que no momento, existem 82 navios em construção no país e 150 em fase de planejamento, o que evidencia a pujança do setor que se desenvolve além dos projetos do Promef.

Déficit de fretes na mira
Durante seu programa semanal de rádio, o presidente  afirmou que a construção de navios não deve apenas “atender a demanda da Petrobras no que diz respeito a plataformas, no que diz respeito a sondas de perfurações em grandes profundidades, mas também por conta de termos navios de transporte e diminuir o déficit que nós temos hoje por conta da de fretes, que é muito grande”.

“Nós precisamos ter navios próprios nacionais transportando a nossa carga, aquilo que nós produzimos, e também trazendo aquilo que nós compramos”, completou.

Por fim, Lula ainda lembrou que a iniciativa não é responsável apenas pela geração de receita e empregos, mas também desenvolve e estimula o conhecimento tecnológico.