Na Justiça

Lula entra com queixa-crime contra Caiado no STF após ter sido chamado de bandido

Mesmo após o ex-presidente ter entrado com um pedido de queixa-crime, Caiado voltou a criticar o petista e dizer que ele "não é rei" e havia tido um "comportamento de bandido"

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou hoje com um pedido de queixa-crime no STF (Supremo Tribunal Federal) contra o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO).

A queixa-crime foi promovida pelos advogados Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, do Teixeira, Martins & Advogados, e pede a condenação do senador pelos crimes de “calúnia, injúria e difamação”.

O motivo da ação penal é uma publicação do senador do DEM, em fevereiro de 2015, em que ele escreveu: “Lula tem postura de bandido. E bandido frouxo!” e, ainda, que “Lula e sua turma foram pegos roubando a Petrobras”.

Aprenda a investir na bolsa

No documento, os advogados dizem que o tipo de afirmação feita por Caiado extrapola a imunidade parlamentar e configurou uma grave ofensa ao ex-presidente, de forma a evitar que o senador alegue imunidade parlamentar para se eximir de culpabilidade pela postagem.

E, segundo o jornal O Estado de S. Paulo, mesmo após o ex-presidente ter entrado com um pedido de queixa-crime, Caiado voltou a criticar o petista e dizer que ele “não é rei” e havia tido um “comportamento de bandido”.

“Essa situação ocorreu no mês de fevereiro, quando Lula se sentia o todo poderoso, quando ninguém tinha coragem de contestá-lo. Mas Lula tem que medir as palavras, não é comportamento de ex-presidente ameaçar a população, é comportamento de bandido. Ele não é rei”, afirmou o senador.

Caso Caiado seja condenado, o senador pode pegar até dois anos de detenção.