Petição

Lula enfrentará fila de mais de 500 pessoas na ONU – que durará pelo menos 2 anos

ONU confirmou recebimento da denúncia do ex-presidente por abuso de autoridade do juiz Sérgio Moro na Operação Lava Jato

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A ONU (Organização das Nações Unidas) confirmou recebimento da denúncia do ex-presidente Luiz Inácio da Lula da Silva por abuso de autoridade do juiz Sérgio Moro na Operação Lava Jato. A instituição, contudo, alertou que o processo pode levar “pelo menos dois anos” para ser concluído. Isso porque há uma fila de 500 outros casos pendentes. 

 “Os funcionários do escritório da ONU vão examinar a petição, fazer um resumo legal e enviar aos membros do Comitê para que avaliem”, informou a assessoria de imprensa da ONU, segundo destaca o jornal O Estado de S. Paulo. Os integrantes vão decidir se o caso será registrado e um dos critérios usados  será se “todas as avenidas legais domésticas foram esgotadas”. Se for registrado, o caso entra como os pendentes no Comitê. O jornal aponta ser possível que um caso ganhe prioridade, mas somente se for de expulsão de um país ou alguém que esteja no corredor da morte.

Ontem, Lula apresentou uma petição ao Comitê de Direitos Humanos da ONU, afirmando ser vítima de violação de direitos humanos em razão das ações da Operação Lava Jato. Segundo a petição, Lula se diz perseguido pelo juiz Sergio Moro, responsável pela operação na primeira instância, a quem acusa de abuso de poder. A defesa de Lula reclamou o que considera “atos ilegais” praticados por Moro, entre eles a gravação e divulgação de conversas privadas dele com advogados e também com a presidente afastada Dilma Rousseff, além da condução coercitiva para um depoimento no dia 4 de março.

PUBLICIDADE