Discurso no Acre

Lula diz que não se pode medir Dilma por 5 meses e que PT é partido mais importante da AL

"Nós do PT viemos para mudar a história desse País. O PT, como é composto de seres humanos, também comete erros", afirmou o ex-presidente

arrow_forwardMais sobre

Ontem, em visita ao Acre, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a presidente Dilma Rousseff e afirmou que Dilma vai “fazer tudo o que prometeu na campanha”.

“Não podemos medir o governo de Dilma por cinco meses. Temos convicção de que ela vai fazer tudo o que prometeu na campanha. Ela sabe que tem compromisso com o povo trabalhador desse país, sabe que tem que olhar para aqueles que precisam mais. Não há razão para a gente desanimar”, afirmou.

Ele ainda afirmou que o PT é “o partido mais importante da América Latina” e que tem a missão de mudar o Brasil. “Nós do PT viemos para mudar a história desse País. O PT, como é composto de seres humanos, também comete erros. E quem comete erro tem que pagar pelo erro que cometeu. O que a gente não pode é deixar de reconhecer que este é o partido mais importante da América Latina”. O ex-presidente discursou ao lado do presidente da Bolívia, Evo Morales, no 30º encontro de piscicultores do Acre.

PUBLICIDADE

O ex-presidente ainda procurou justificar o momento de crise econômica. “O Brasil não está vivendo o seu melhor momento. Não só por causa da crise internacional, mas porque, para Dilma chegar em dezembro de 2014 com o menor nível de desemprego da história do país, ela teve que fazer muitos investimentos. E chega uma hora em que é preciso parar, porque o dinheiro encurtou”.

E completou: “”Quando falamos em ajustes fiscais, toda dona de casa sabe fazer isso. Porque quando ela percebe que o cofre da moeda está vazio, ela faz um ajuste”.