Em entrevista ao SBT

Lula diz que não aceita “barganha” de Moro e que, se for preciso, muda para Curitiba

"Se o juiz Moro fez essa proposta de barganha, para dizer que assim não exigirá minha presença, para mim não tem problema. Se for preciso eu mudo para Curitiba", disse o ex-presidente em entrevista ao SBT

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não vai aceitar “barganha” do juiz federal Sergio Moro, referindo-se à possibilidade de que seja revista a exigência de que o petista acompanhe o depoimento de 86 testemunhas de defesa na Operação Lava Jato.

“Se o juiz Moro fez essa proposta de barganha, para dizer que assim não exigirá minha presença, para mim não tem problema. Se for preciso eu mudo para Curitiba e fico lá o tempo necessário para esperar o julgamento”, disse Lula em entrevista ao SBT nesta quarta-feira (26). 

Segundo o petista, Moro não pode “cercear” o seu direito de levar quantas testemunhas quiser. “A gente não vai abrir mão de uma testemunha que consideramos importante para esclarecer à opinião pública o que está acontecendo com o Brasil”, disse.

Aprenda a investir na bolsa

Ao SBT, o petista garantiu ainda que terá condições jurídicas de competir e que quer ser candidato para “consertar o país”.

“Na situação que está, eu serei candidato. E vou te dizer mais: eu agora quero ser candidato. Eu agora quero ser candidato à presidência da República, porque na situação em que o país está, sem nenhuma falta de modéstia, as pessoas sabem que eu sei, as pessoas sabem que eu já fiz e as pessoas sabem que eu posso consertar esse país. E, para começar a consertar esse país, nós, primeiro, temos que fazer com que o povo volte a ter confiança nele próprio. Segundo, o governo precisa ter credibilidade. E, credibilidade, é preciso alguém ser eleito democraticamente pelo povo”, afirmou Lula em trecho da entrevista.