Segundo Folha

Lula diz que Bumlai ofereceu reforma do sítio em Atibaia

A defesa do pecuarista contesta a versão dos advogados do ex-presidente: "só se a Odebrecht for propriedade de Bumlai, o que não me consta", afirmou Arnaldo Malheiros

SÃO PAULO –  A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirma que o empresário e pecuarista José Carlos Bumlai,  preso há quatro meses na Operação Lava Jato, ofereceu a reforma do sítio em Atibaia (SP), que é frequentado pelo petista e por sua família. A reportagem é do jornal Folha de S. Paulo.

A alegação foi feita em petição apresentada nesta sexta-feira (26) ao STF (Supremo Tribunal Federal). A defesa de Lula aponta que o sítio foi adquirido em 2010 por iniciativa de Jacó Bittar, outro amigo do petista e um dos fundadores do PT, para que pudesse ser compartilhado com o ex-presidente e seus parentes após o petista deixar a presidência, no final daquele ano.

O sítio serviria para “acomodar” objetos que Lula teria recebido do “povo brasileiro” durante o tempo em que ficou no cargo.

PUBLICIDADE

Segundo a Folha, a defesa de Bumlai contesta a versão dos advogados de Lula. O advogado Arnaldo Malheiros afirmou ao jornal: “Só se a Odebrecht for propriedade de Bumlai, o que não me consta”. A empreiteira admitiu nesta semana ter ligação com as obras no sítio ao afirmar que seu engenheiro Frederico Barbosa trabalhou no local a pedido de um superior hierárquico da empresa.

Leia também:

InfoMoney atualiza Carteira para fevereiro; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa