Ninguém escapou

Lula, Dilma e FHC estão em delações e Fachin remete casos para instâncias inferiores

No total, Fachin remeteu 201 petições a foros e tribunais inferiores pela ausência de foro privilegiado dos envolvidos, 25 delas mantidas em sigilo

SÃO PAULO – O fato de não estarem na já tão comentada lista de Fachin, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT) foram citados nas delações da Odebrecht e o ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal) acabou encaminhando estes casos para instâncias judiciais inferiores. Isto acontece porque os três não têm foro privilegiado.

No total, Fachin remeteu 201 petições a foros e tribunais inferiores pela ausência de foro privilegiado dos envolvidos, 25 delas mantidas em sigilo, segundo informações da Folha de S. Paulo

A única petição contra Fernando Henrique Cardoso foi enviada à Justiça Federal de São Paulo. Já Dilma aparece em duas petições, uma ao lado de Edinho Silva, que foi tesoureiro da campanha em 2014, e outra com Lula e os ex-ministros da Fazenda Antonio Palocci e Guido Mantega.

PUBLICIDADE

Lula, por sua vez, é objeto de seis petições. Em uma delas, ele é acompanhado de Jacques Wagner (PT-BA), enquanto em outra ele aparece com Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula.