Lula deve pedir maior compreensão de Obama com a América Latina

Segundo ministro das Relações Exteriores Celso Amorin, Brasil quer convencer EUA a olharem com "ótica certa" para a região

SÃO PAULO – De acordo com o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorin, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedirá a Barack Obama que olhe com a “ótica certa” para os países da América Latina.

Lula, que se reunirá com o presidente norte-americano neste final de semana, está preocupado com a situação das economias latino-americanas emergentes, devido às medidas adotadas nos EUA para combater a crise, que, segundo ele, possuem características protecionistas.

“Não é tanto a questão de fazer com que o presidente Obama olhe para cá, porque creio que ele fará isso espontaneamente. É, com modéstia e humildade, ajudar que olhe para cá com a ótica certa. A ótica certa tem de levar em conta os processos de mudança que ocorrem na América Latina e no Caribe de formas diversas”, disse Amorin.

Cuba

PUBLICIDADE

“É preciso que os mal-entendidos que se tenham criado e as eventuais situações conflitivas venham a se dissolver. A relação Estados Unidos-Cuba é anômala, em comparação com o resto do continente. Cuba é simbólica na América Latina, da maneira como os Estados Unidos olham a região e respeitam sua diversidade”, completou o chanceler.