AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CFO e diretor de RI da M. Dias Branco comentam números da empresa no trimestre; assista

Por Dentro dos Resultados: CFO e diretor de RI da M. Dias Branco comentam números da empresa no trimestre; assista

Nervos à flor da pele

Lula desabafa sobre Economist: “Quem eles pensam que são para dar ordem lá de fora?”

Ao lado de Dilma, ex-presidente afirmou ter ficado pasmo com matéria da publicação, que sinalizou que eleitorado brasileiro deveria optar por Aécio.

SÃO PAULO – A reportagem da revista “The Economist” realmente incomodou a alta cúpula do PT. Há pouco, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar a publicação britânica pela reportagem que defendia a eleição de Aécio Neves, presidenciável do PSDB, na disputa nacional.

“Essa semana fiquei pasmo. Fiquei sabendo que a revista “The Economist” disse que o povo tinha que votar no outro candidato. Quem eles pensam que são, pensam que podem dar ordem lá de fora. Já expulsamos os gringos daqui”, afirmou Lula durante comício no Recife, Pernambuco. O evento teria reunido mais de 70 mil pessoas, de acordo com a organização.

Irritado, o ex-presidente afirmou que Aécio é o candidato dos banqueiros e que Dilma Rousseff, candidata ao Planalto pelo PT, representa o povo brasileiro. Além de reforçar que o tucano é “filhinho de papai”, o petista criticou a declaração do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, do PSDB, que insinuou que os desinformados votavam na presidenciável petista.

PUBLICIDADE

“Lamento que um ex-presidente, um sociólogo, vem para dizer que nós nordestinos somos desinformados”, lamentou Lula. “Votamos na Dilma porque conquistamos o direito de andar de cabeça erguida. Votamos nela porque queremos mais universidade, emprego e salário”, completou.