Lula defenderá no G-20 avanço do crescimento para combater déficit financeiro

Políticas brasileiras de combate à crise serão exemplo de caminho alternativo aos pacotes de austeridade adotados na Europa

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve enfatizar na reunião do G-20, que acontece neste final de semana, o crescimento da economia global como forma de combater os desequilíbrios nas contas públicas internacionais. As políticas adotadas pelo governo brasileiro em meio a crise serão exemplo da fala defendida por Lula, já que rigorosos ajustes de gastos não se mostraram necessários no País.

“O Brasil acha que não é o momento de se dar importância excessiva à criação de superávits, mas sim de privilegiar o crescimento econômico”, disse o porta-voz da Presidência da República, Marcelo Baumbach.

De acordo com Baumbach, Lula vai defender ainda a reforma do poder de voto em organismos internacionais, como o FMI (Fundo Monetário Internacional), o reforço das regras  internacionais de regulação e supervisão do sistema financeiro, além da conclusão da rodada Doha, que prevê medidas para a liberalização do comércio mundial. 

Aprenda a investir na bolsa