Durante evento

Lula defende “revolução no PT” e diz que partido precisa se voltar para a juventude

"Fico pensando se não está na hora de fazer uma revolução neste partido e ter lideranças mais jovens, ousadas, com mais coragem", completou

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em evento realizado no Instituto Lula nesta segunda-feira (22), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu uma “revolução no PT”. “O PT perdeu um pouco de utopia. Temos que fazer uma revolução nesse partido. Temos de deixar de pensar em salvar nossa pele e nossos cargos e partirmos para salvar nosso projeto e repensar esse projeto”, afirmou. 

Lula afirmou que o PT “precisa, urgentemente, voltar a falar para a juventude”. “Fico pensando se não está na hora de fazer uma revolução neste partido e ter lideranças mais jovens, ousadas, com mais coragem”, completou. E fez um balanço sobre os 35 anos do partido: “quando você é oposição, é muito fácil. Você pensa, acha, acredita. No governo, tem de fazer e tomar posições”, afirmou.

O Instituto realizou a conferência “Novos desafios da democracia” com a presença do ex-primeiro-ministro da Espanha Felipe Gonzalez. 

PUBLICIDADE

Gonzalez afirmou que a crise no Brasil é “mais política do que econômica” e ainda falou sobre a Venezuela, ao destacar que não existe mídia contra o governo venezuelano.

“Na Venezuela, a conspiração da mídia para derrubar o governo não existe, simplesmente porque não existe mídia que não seja do governo”, afirmou o ex-premiê. Ele disse que, enquanto no Brasil 80% da mídia é contrária ao governo, na Venezuela isso não chega a 5%.