Lula: Chávez é parceiro do Brasil e não oferece riscos à América Latina

Em entrevista em Londres, o presidente deu mais declarações sobre Chávez e abordou temas de foco internacional

SÃO PAULO – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva abordou alguns assuntos que estão em foco no cenário internacional durante entrevista a uma rádio de Londres e mais uma vez pronunciou-se a respeito das declarações do presidente venezuelano Hugo Chávez sobre o Congresso brasileiro.

Lula afirmou que Chávez “tem sido um parceiro do Brasil”, citando os grandes negócios que envolvem os dois países. Também ressaltou que o presidente venezuelano não representa perigo para a América Latina e que o Brasil não se envolverá nas questões entre Venezuela e EUA.

O presidente brasileiro afirmou que cada país deve respeitar as políticas internas do outro e confirmou que no Brasil a liberdade de imprensa é motivo de grande esforço do governo para que possa ser realizada em sua plenitude.

Esclarecendo dúvidas

PUBLICIDADE

Lula ainda falou sobre a possível influência de Chávez na decisão da Bolívia de nacionalizar o petróleo. O presidente negou que o venezuelano possa ter opinado sobre o assunto, já que a decisão foi tomada com base em um plebiscito realizado na Bolívia, antes mesmo de o presidente do país ser Evo Morales.

Segundo Lula, o Brasil tem o dever de ajudar os países vizinhos, por ser a maior economia do continente sul-americano. Ao ser questionado se existem dois modelos econômicos em disputa na América do Sul, o de Chávez e o seu, Lula respondeu que o mais importante é o desenvolvimento econômico sustentável de todos os países, sendo essa sua preocupação.

O presidente também abordou o tema da situação da Amazônia diante do cultivo da cana para a produção de etanol. Lula disse que o solo amazônico não é próprio para o cultivo de cana e que portanto não há ameaça nenhuma à Amazônia.