Lava Jato

Lula apaga fotos que publicou de Moro com Aécio e Temer em suas redes sociais

Uma das imagens mostra Moro conversando com o tucano em uma premiação em São Paulo, no ano passado; já a outra mostra o juiz Sérgio Moro cumprimentando Temer em Brasília, durante solenidade

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Na noite de ontem, as contas do ex-presidente Lula no Twitter e Facebook publicaram duas fotos do juiz Sérgio Moro, com o presidente Michel Temer e com o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que foram implicadas na delação bomba da JBS. Contudo, na noite de ontem, Lula apagou as fotos no Facebook e, nesta manhã, apagou as fotos no Twitter. 

Uma das imagens mostrava Moro conversando com o tucano em uma premiação em São Paulo, no ano passado. Já a outra mostra o juiz Sérgio Moro cumprimentando Temer em Brasília, durante solenidade. O post teve grande repercussão entre os internautas.

Segundo informou a coluna de Lauro Jardim no jornal O Globo, os donos da JBS, Joesley Batista e o seu irmão Wesley, disseram em delação à Procuradoria-Geral da República que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ). 

Aprenda a investir na bolsa

Segundo o jornal, o executivo disse que Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS). Posteriormente, Rocha foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou: “Tem que manter isso, viu?”. Joesley disse também que pagou R$ 5 milhões para Cunha após sua prisão.

Além disso, Joesley afirmou ter gravado Aécio Neves pedindo R$ 2 milhões. 

Veja a publicação de Lula: