Lula adia envio do projeto que regulamenta políticas sociais

O presidente pretende enviar a proposta ainda este ano, mas diz que quer evitar o período pré-eleitoral e pós-eleitoral

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta quinta-feira (12), que vai adiar o envio do projeto de consolidação de políticas sociais ao Congresso.

Lula pretende enviar a proposta de regulamentação ainda este ano, o que evitaria que o seu sucessor não interrompa as atuais políticas sociais, segundo a Agência Brasil.

“Eu queria fazê-la, mas isso não deve acontecer, porque nesse período pré-eleitoral a gente corre risco de mandar um pônei bonitinho e acaba recebendo um camelo”, disse o presidente.

Aprenda a investir na bolsa

Contudo, para Lula, o período imediatamente posterior às eleições também não seria interessante para o envio do projeto, em razão do “mau humor” dos parlamentares que não foram reeleitos.

Eleições
Para o presidente, as eleições deste ano representam a consolidação da democracia do País e que, para fortalecer essa consolidação, é importante que a sociedade exija seus direitos.

“A democracia será cada vez mais forte, à medida que a sociedade exija os seus direitos”, afirmou Lula.