Política

Luiza Erundina canta e dança com drag queens contra reforma trabalhista; veja vídeo

Em vídeo, a deputada acompanhou o protesto de duas drag queens nesta quarta-feira no Congresso, que cantavam a música "Divino Maravilhoso"

SÃO PAULO – A deputada Luiza Erundina (Psol-SP) cantou e dançou com as drag queens Sara e Nina, como são conhecidas, no Congresso nesta quarta-feira (26) contra a reforma trabalhista, que está em votação no plenário da Câmara dos Deputados. 

Em vídeo (ao final desta matéria), a deputada acompanhou o protesto de duas drags, que cantavam a música “Divino Maravilhoso”, dizendo que a reforma, que está para ser votada na Casa, não apoiava as minorias. 

“Em nome de toda uma comunidade LGBT que já não tem nenhum direito trabalhista nesse país. Já estão querendo tirar o que a gente não tem. De 90% de mulheres trans e travestis neste país trabalham com prostituição. Elas gostariam de ter outra oportunidade. E hoje vai ser votada nessa casa uma reforma trabalhista que não apoia as minorias. Não apoia as mulheres grávidas, os trabalhadores rurais, indígenas”, disseram as drags. 

PUBLICIDADE

O projeto da reforma trabalhista altera vários pontos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), consagrando o princípio de que acordos negociados por patrões e empregados prevalecem sobre a lei e incluindo a possibilidade de fracionamento das férias, jornadas de trabalho mais flexíveis e o fim da contribuição social obrigatória. 

Veja o vídeo: