Luiz Gushiken pede exoneração do cargo e deixa governo Lula

"Encerro a presente etapa com minha missão cumprida, satisfeito com as mudanças que ajudei a implementar", avaliou

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-ministro Luiz Gushiken pediu na última sexta-feira (10) durante uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva exoneração do cargo de chefe do Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. A carta de demissão, no entanto, somente foi divulgada à imprensa nesta segunda-feira.

“Encerro a presente etapa com minha missão cumprida, razão pela qual formalizo meu pedido de exoneração, estando plenamente satisfeito com as mudanças que ajudei a implementar na Secom”, avalia o político.

Oswaldo Oliva Neto, até então secretário geral do núcleo, assumirá interinamente a função antes exercida por Gushiken.

Perfil

Aprenda a investir na bolsa

Formado em administração de empresas pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), Luiz Gushiken foi militante da tendência Liberdade e Luta, braço estudantil da trotskista Organização Socialista Internacionalista.

Ocupou o cargo de presidente do PT de 1988 a 1990 e foi eleito deputado federal em 1987, 1990 e 1994. É especialista em Previdência e fundos de pensão. Gushiken iniciou sua carreira como funcionário do Banco do Estado de São Paulo (Banespa) em 1970 e foi presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo entre 1984 e 1986.

Gushiken foi o coordenador das campanhas presidenciais de Lula em 1989 e 1998.