Na CPI da Petrobras

Luciano Coutinho diz não temer CPI do BNDES

"Não temos nenhuma dificuldade em esclarecer e aprofundar todos os pontos de interesse dos senhores", disse Coutinho aos deputados durante depoimento prestado na CPI da Petrobras na Câmara

arrow_forwardMais sobre

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, disse nesta quinta-feira que o banco não teme ser alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), após deputados indicarem mais cedo que já têm o número de assinaturas necessária para protocolar o pedido para a comissão.

“Não temos nenhuma dificuldade em esclarecer e aprofundar todos os pontos de interesse dos senhores”, disse Coutinho aos deputados durante depoimento prestado na CPI da Petrobras na Câmara.

Durante a audiência que ouve Coutinho, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) anunciou já ter reunido 199 assinaturas para instalação de CPI do BNDES na Câmara, para investigar os empréstimos do banco de fomento. A ação foi capitaneada por PSDB, PSB, DEM e PPS.

PUBLICIDADE

São necessárias 171 assinaturas de deputados para se protocolar o pedido de assinatura de uma CPI na Câmara.

Na semana passada, a oposição chegou a protocolar o pedido de abertura de uma CPI sobre o BNDES no Senado, após obter o número de assinaturas necessárias na Casa. Posteriormente, no entanto, seis senadores decidiram retirar suas assinaturas do requerimento, o que impediu que ele fosse adiante.