Na conta de doleira

Lojas Marisa fez depósito de R$ 3,2 mi em conta de investigada da Lava Jato, diz Valor

Segundo o jornal, a PF suspeita que a Choco Bijoux Comércio de Roupas e Acessórios do Vestuário Ltda. seja uma das empresas utilizadas como fachada pela doleira Nelma Kodama

SÃO PAULO – A Lojas Marisa (AMAR3) depositou R$ 3,2 milhões em conta de uma doleira investigada pela Operação Lava Jato por supostas lavagens de dinheiro e remessa ilegal de recursos para o exterior. As informações são do jornal Valor Econômico

Segundo o jornal, a PF (Polícia Federal) suspeita que a Choco Bijoux Comércio de Roupas e Acessórios do Vestuário Ltda. seja uma das empresas utilizadas como fachada pela doleira Nelma Kodama, que foi condenada a 18 anos de prisão por evasão de divisas após movimentar R$ 221 milhões em dois anos. Nelma teria dado suporte às operações de Alberto Yousseff. 

Segundo o jornal, foram transferidos de contas da Marisa cerca de R$ 3,29 milhões para a Choco Bijoux de junho de 2009 a maio de 2014. A conta da Choco Bijoux recebeu no Bradesco, no mesmo período, cerca de R$ 16,67 milhõesem créditos e movimentou um total de R$ 33,36 milhões.

PUBLICIDADE

Por meio da assessoria de imprensa, a Lojas Marisa reconheceu que foi parceira comercial da Choco Bijoux de 2009 a 2012. “Durante este período, a empresa forneceu bolsas, cintos e acessórios diversos. A parceria foi interrompida em 2012 por questões comerciais”. 

Contudo, a Marisa não esclareceu por que as transferências para a conta da Choco Bijoux continuaram ocorrendo até maio deste ano.