De olho em 2018

“Ligação perigosa” de Lula pode arranhar sua imagem na caravana pelo Rio de Janeiro

Segundo um dos dirigentes do PT, passagem do ex-presidente pelo estado será "uma burrada sem tamanho"

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Na próxima semana, Luiz Inácio Lula da Silva, iniciará a terceira etapa da caravana pelo Brasil, que já passou pelo Nordeste e por Minas Gerais, importante reduto do PSDB. Desta vez, o ex-presidente passará nos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro, mas os dirigentes do PT estão receosos com a exposição de Lula nesta passagem em vista de sua ligação com Sérgio Cabral e Anthony Garotinho, ambos ex-governadores do Rio de Janeiro e que estão presos por suspeitas de corrupção.

De acordo com reportagem do O Estado de S.Paulo, os representantes do partido cogitavam até mesmo cancelar a passagem do ex-presidente pelos estados para evitar esse tipo de associação com sua imagem, que lembraram também da sua amizade com Luiz Fernando Pezão, atual governador de Rio de Janeiro e que está passando por uma grave crise financeira. Segundo um dos dirigentes, a caravana será “uma burrada sem tamanho”.

Apesar de tudo isso, Lula vai encarar o desafio e na passagem irá visitar inclusive as obras do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), alvo da operação Lava Jato por conta de indícios de corrupção na gestão petista. Segundo o coordenador do evento, Márcio Macedo, em momento algum a direção partidária cogitou desistir da caravana: “vamos mostrar que, nos governos Lula e Dilma, o Rio viveu seus tempos áureos”, assegurou.

PUBLICIDADE