Lideranças se formam poucos dias antes das eleições de presidência das Casas

Membros do governo se envolvem em disputa por partidos enquanto corrida pela presidência de Câmara e Senado esquenta

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Faltando pouco menos de um mês para as eleições para presidência da Câmara e do Senado, membros do governo estão também com as atenções voltadas para as escolhas das lideranças dos partidos e do comando das comissões permanentes.

Nas duas Casas as expectativas são de que não ocorram mudanças significativas quanto à liderança das legendas, sendo que os partidos PMDB e PT são os que apresentam as maiores incertezas.

Tradicionalmente, a liderança do PT faz uma espécie de “rodízio” entre os parlamentares, e dessa vez a sucessão de Maurício Rands envolve cinco candidatos. Cândido Vaccarezza parece ser o mais cotado entre eles.

Escolha dos partidos

Aprenda a investir na bolsa

Na Câmara, o PSDB estuda a possibilidade de reconduzir o deputado José Aníbal, mas Paulo Renato e Emanuel Fernandes também estão na disputa pela liderança. Já no DEM, Ronaldo Caiado é considerado o novo líder.

A bancada do PT no Senado já escolheu o senador Aloizio Mercadante para substituir Ideli Salvatti. No PMDB, Renan Calheiros teria conseguido o aval para ocupar o cargo de líder da legenda neste ano, e para a Câmara o indicado deve ser Eduardo Alves.