Manifestação

Líder do MST promete ocupações e protestos até votação da denúncia contra Michel Temer

O ativista político diz que mais ocupações foram feitas durante a atual gestão, segundo ele, em resposta ao aumento da violência contra o MST e à paralisação da reforma agrária

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) pretende intensificar os protestos e ocupações em reivindicação contra o governo Michel Temer até a votação da denúncia contra o presidente ser realizada no plenário da Câmara dos Deputados — o que está previsto para 2 de agosto.

Conforme noticia o jornal O Globo, a ideia é manter por uma semana ocupações iniciadas na manhã desta terça-feira, nas fazendas do coronel João Baptista Lima, amigo do peemedebista, de Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, de Blairo Maggi, minisatro da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento, e do senador Ciro Nogueira (PP-PI).

Em entrevista ao jornal, o dirigente nacional do movimento, João Paulo Rodrigues, disse que as ações ocorrem em áreas emblemáticas que envolvem figuras públicas acusadas de corrupção. “Nós queremos que os corruptos devolvam essas terras”, disse.

Aprenda a investir na bolsa

O ativista político diz que mais ocupações foram feitas durante a atual gestão, segundo ele, em resposta ao aumento da violência contra o MST e à paralisação da reforma agrária.