Líder do governo na Câmara afirma disposição para votar pré-sal antes do recesso

Entretanto, Vaccarezza admite que período é esvaziado e que votação do marco regulatório terá dificuldades

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O líder do governo na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou que o governo está disposto a votar o pré-sal na Casa antes do início do recesso parlamentar, a partir de 17 de julho. Entretanto, o deputado admite que o período é sempre esvaziado – neste caso, agravado pelo problema adicional da Copa do Mundo – e que a votação seria feita com dificuldades.

Além da Copa, o dia de São João (24 de junho), com festas juninas às quais comparecem muitos deputados, e a votação do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, diminuem ainda mais o tempo hábil para votação das propostas.

Matérias polêmicas
Vaccarezza defendeu que seja discutido um projeto que proíba a votação de matérias polêmicas seis meses antes das eleições, com objetivo de evitar votações de caráter eleitoreiro, como propostas financeiras, tributárias, PECs (Propostas de Emenda à Constituição) e marcos regulatórios – como é o caso do pré-sal.