Disputa no Congresso

Líder chama Renan de “vergonha do Congresso” em sessão marcada por bate-boca; veja vídeo

Mendonça Filho disse que o presidente do Senado representava a "vergonha" do Congresso; exaltado, o presidente do Senado disse ao líder do DEM que essa postura não era permitida pela democracia e mandou que ele se calasse

A sessão do Congresso desta quarta-feira (26), para análise do projeto que altera a meta de superávit fiscal do governo e que foi adiada para a próxima terça-feira, foi marcada por um bate-boca entre o deputado Mendonça Filho (DEM-PE), líder de seu partido na Câmara, e o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). A oposição invocava o Regimento Comum para questionar o quórum de abertura e prosseguimento da sessão.

Após ter uma questão de ordem indeferida, o deputado Claudio Cajado (DEM-BA) permaneceu ao microfone e tentou ler um artigo do regimento, mas seu microfone foi cortado e a palavra foi passada por Renan ao deputado Cláudio Puty (PT-PA).

Mendonça Filho, que aguardava na tribuna para falar, exaltou-se, alegando que tinha a preferência da palavra, como líder. Teve início, então, a discussão, que durou dois minutos. Mendonça Filho disse que o presidente do Senado representava a “vergonha” do Congresso. Exaltado, o presidente do Senado disse ao líder do DEM que essa postura não era permitida pela democracia e mandou que ele se calasse. O líder do DEM deixou a tribuna e dirigiu-se à mesa, onde o bate-boca prosseguiu ao lado da cadeira da presidência. 

PUBLICIDADE

 Minutos depois, Renan pediu “desculpas pelo excesso” e Mendonça Filho disse ser um “parlamentar que tem uma história de convivência democrática e respeitosa”.

Confira o vídeo:


(Com Agência Senado)