Pandemia

Lewandowski determina divulgação de exames de Bolsonaro para Covid-19

Decisão ocorre após vaivém jurídico. Governo entregou ao ministro três testes feitos pelo presidente

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu, nesta quarta-feira (13), liberar acesso aos resultados de exames do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para a Covid-19. O movimento atende a recurso apresentado pelo jornal O Estado de S.Paulo junto ao tribunal.

“Determino a juntada aos autos eletrônicos de todos os laudos e documentos entregues pela União em meu gabinete, aos quais se dará ampla publicidade”, decidiu o magistrado.

Os laudos de dois exames haviam sido entregues pela Advocacia-Geral da União (AGU) ao Supremo na última terça-feira (12). Menos de 24h depois, o governo encaminhou um terceiro teste realizado por Bolsonaro. Foi uma estratégia de se antecipar a uma decisão jurídica.

Aprenda a investir na bolsa

A decisão ocorre em meio a uma queda de braço entre o veículo e o governo.

O jornal ingressou no STF na segunda-feira (11) para suspender determinação do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, que, na última sexta-feira (8), derrubou as decisões do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) e da Justiça Federal de São Paulo que obrigavam a apresentação dos exames.

Desde que voltou de viagem oficial aos Estados Unidos, em março, Bolsonaro fez exames para o novo coronavírus. Embora não tenha apresentado nenhum dos resultados, o presidente afirmava que havia testado negativo.