Lewandowski convida procurador-geral de SP para chefiar a secretaria de segurança pública

Mario Sarrubbo é membro do MP paulista desde 1989; já o advogado Manoel Carlos de Almeida Neto será o nº 2 da pasta

Lucas Sampaio

Publicidade

O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, convidou o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, para assumir o comando da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Chefe do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), Sarrubbo é membro do órgão desde 1989, atuou na área de políticas criminais e leciona direito penal em uma universidade da capital paulista.  Ele aceitou o convite, segundo o MP paulista.

Sarrubbo é mais um nome que vai compor a equipe de Lewandowski, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) que foi anunciado na semana passada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o lugar de Flávio Dino.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

Dino fará o caminho contrário e será empossado como ministro do STF em 22 de fevereiro. Ele vai continuar no Ministério da Justiça até 1º de fevereiro, quando Lewandowski assumirá o cargo.

Além de Sarrubbo, outro membro da equipe do novo ministro será o advogado Manoel Carlos de Almeida Neto, que vai ocupar o cargo de secretário-executivo da pasta no lugar de Ricardo Cappelli. 

Lewandowski foi ministro do Supremo entre 2006 e 2023, indicado por Lula durante seu primeiro mandato como presidente. Ele deixou a Corte em abril do ano passado, ao completar 75 anos e atingir a idade para aposentadoria compulsória.

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Lucas Sampaio

Jornalista com 12 anos de experiência nos principais grupos de comunicação do Brasil (TV Globo, Folha, Estadão e Grupo Abril), em diversas funções (editor, repórter, produtor e redator) e editorias (economia, internacional, tecnologia, política e cidades). Graduado pela UFSC com intercâmbio na Universidade Nova de Lisboa.