RADAR INFOMONEY Petrobras vai se transformar na nova máquina de dividendos da Bolsa? Assista ao programa desta 6ª

Petrobras vai se transformar na nova máquina de dividendos da Bolsa? Assista ao programa desta 6ª

Economia

Levy na Fazenda afasta risco de rebaixamento de rating, diz BNP

Segundo banco, a indicação de Levy foi uma surpresa e uma "excelente escolha", podendo ser a mudança no jogo para o Brasil

SÃO PAULO – A nomeação de Joaquim Levy para o ministério da Fazenda pode eliminar o risco de rebaixamento do rating do Brasil, disse Marcelo Carvalho, economista-chefe para América Latina do BNP Paribas, em relatório nesta segunda-feira (01), enfatizando o “nítido contraste” com o 1° mandato do governo de Dilma Rousseff. 

Segundo Carvalho, a indicação de Levy foi uma surpresa e uma “excelente escolha”, podendo ser a mudança no jogo para o Brasil. “A primeira fala de Levy seguiu a cartilha, citando a necessidade de promover eficiência, produtividade, poupança interna e transparência, o que foi música para os ouvidos do mercado”, disse. 

Com o País enfrentando enormes desafios econômicos, a nomeação de Levy pode ser uma mudança de jogo para o País – se isso se converter, de fato, para uma política mais sensível. De acordo com ele, o novo ministro deverá promover uma combinação de cortes de gastos e aumento de impostos, como a Cide de combustível e a CPMF, apontando que a repressão dos preços administráveis é insustentável e tem efeitos colaterais horríveis. 

Hoje, a Fitch Ratings disse que o time econômico sinalizou a intenção de reconquistar a credibilidade e seguir um caminho de ajuste fiscal gradual com a intenção de estabilizar o forte peso da dívida do governo. Entretanto, a agência de classificação de risco comentou que os ajustes fiscais parecem de tamanho moderado e ainda é preciso ver se serão suficientes para reconquistar a confiança de investidores necessárias para retomar o crescimento.