Debate na Record

Levy Fidelix diz que “estímulo à união homoafetiva pode reduzir população à metade”

Levy respondeu à pergunta de Luciana Genro e disse que, se começar a estimular "isso aí, vamos reduzir a população brasileira pela metade

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Durante debate da Record, a candidata à presidente pelo PSOL Luciana Genro fez uma pergunta sobre a união homoafetiva que levou a uma resposta bastante polêmica sobre do candidato do PRTB, Levy Fidelix. 

Luciana destacou que os homossexuais, travestis, lésbicas sofrem violências constante e questionou Levy por que as pessoas que defendem a família se recusam a reconhecer como família pessoas do mesmo sexo?

Fidelix afirmou que tem 62 anos e, “pelo que eu vi na vida, 2 iguais não fazem filho, e digo mais, mas aparelho excretor não reproduz. Não podemos jamais deixar que tenhamos esses que aí estão, fazer escorando essa minoria a maioria do povo brasileiro. Eu como pai, avô, que tem vergonha na cara, ensinar os seus filhos e netos. […]. Então, eu lamento, que façam bom proveito, mas como presidente, eu jamais vou estimular essa prática”.

Aprenda a investir na bolsa

Luciana afirmou que infelizmente não está na lei e que o casamento civil igualitário é fundamental para reconhecer qualquer tipo de família. “Eu defendo todas as famílias”, afirmou. 

Levy rebateu e disse que, se começar a estimular “isso aí, vamos reduzir a população brasileira pela metade. Nós vamos enfrentar esse problema. Essas pessoas que têm esses problemas sejam atendidos por ajudas psicológicas”.