Ainda não aconteceu nada

Levy evita comentar decisão do RS de adiar pagamento de dívida

"Por enquanto, ainda não aconteceu nada. Então, não vamos nos precipitar", afirmou, após participar de cerimônia com autoridades da Coreia do Sul no Palácio do Planalto

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que é cedo para comentar a decisão do governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, de atrasar o pagamento da parcela da dívida com a União referente a abril, no valor de R$ 280 milhões, para pagar a folha do funcionalismo público.

“Por enquanto, ainda não aconteceu nada. Então, não vamos nos precipitar”, afirmou, após participar de cerimônia com autoridades da Coreia do Sul no Palácio do Planalto. “Tenho certeza de que o governador do Rio Grande do Sul está fazendo todos os esforços pra tentar equacionar uma situação financeiramente muito difícil, que já vem de muito tempo. Ele está fazendo um esforço extraordinário”, completou.

Questionado sobre qual será o contingenciamento do orçamento neste ano, Levy não quis comentar. “Hoje é o dia da Coreia”, desconversou.

PUBLICIDADE