Ministro fala

Levy diz que “medo derrota” e que Dilma sabe do ajuste que precisa ser feito

Em evento coordenado pelo Bradesco, ministro da Fazenda afirmou que o governo tem consciência do que precisa ser feito e que vai criar um quadro com mais responsabilidade fiscal

SÃO PAULO – Em evento realizado pelo Bradesco na manhã desta sexta-feira (30), o ministro da Fazenda Joaquim Levy destacou a necessidade de fazer ajustes fiscais e reiterou que há apoio da presidente da República para isso: “a presidente Dilma [Rousseff] sabe do ajuste que precisa ser feito”.

Segundo Levy, o governo tem consciência do que precisa ser feito e que vai criar um quadro com mais responsabilidade fiscal. “O governo vai criar um quadro com menos risco”.

Para ele, o governo não tem fórmula para aumentar a produtividade, mas que está trabalhando em uma agenda de custos. O ICMS, ressaltou, pesa muito na decisão de investimento e disse que está disposto a ajudar o Senado sobre essa decisão. Sobre a questão de infraestrutura, o governo tem o compromisso de aumentar concessões.

PUBLICIDADE

E falou que não pode ter medo de mudar: “medo derrota: temos que ter coragem. Não podemos ter medo de mudar certas coisas”.

O ministro da Fazenda ainda falou sobre o câmbio, falando que ele tem efeito no bem estar das pessoas e que a moeda não se controla tanto assim: “não há intenção de manter o câmbio artificialmente valorizado”.

E destacou: “o Brasil precisa pensar numa reinserção mais profunda no mercado internacional”.

(Com Bloomberg)