RADAR INFOMONEY AO VIVO Petrobras anuncia plano para 2021 a 2025 e mercado não gosta; assista

Petrobras anuncia plano para 2021 a 2025 e mercado não gosta; assista

LCA: Commodities seguram inflação, mas é cedo para alterar política monetária

Consultores afirmam que queda das commodities estão ajudando a conter inflação mas atividade econômica segue alta demais

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Frente à queda recente das commodities, consultores da LCA começam a trabalhar com um novo cenário de inflação, porém, ainda é cedo para afirmar que o alívio tira a necessidade de novas altas na Selic.

“Acreditamos que duas novas altas de 25 bps são piso para a política monetária e que a chance de prolongamento do ciclo excede os cerca de 30% de probabilidade atualmente precificada pelo mercado”, prevê a consultoria.

Para eles, a queda das commodities está ligada tanto a fatores estruturais, como a desaceleração das economias emergentes, quanto conjunturais, no caso de desmonte de posições especulativas e apreciação do dólar no mercado internacional.

Aprenda a investir na bolsa

Ainda é cedo para mudanças
Apesar disso, a equipe da LCA opta por um discurso de cautela, ao afirmar que é recomendável evitar reavaliações prematuras da política monetária, mesmo se o próximo relatório do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) que será divulgado na próxima sexta-feira (20) indicar choque deflacionário. “Vide o ocorrido no terceiro trimestre de 2010 quando a inflação nula no período foi completamente revertida nos meses seguintes”, ilustra a consultoria.

Atividade econômica segue em alta
O principal argumento está no alto patamar de capacidade utilizada atual da economia brasileira, especialmente do mercado de trabalho, que apesar da trajetória de arrefecimento, “ainda não condiz com uma inflação na meta para o ano que vem”, finalizou a LCA.