Justiça Eleitoral brasileira cancela 1,6 milhões de títulos

No exterior, 5.521 títulos foram cancelados, e o cadastro passa a contar com 81.939 brasileiros residentes em outros países aptos a votar

SÃO PAULO – Após a campanha nacional pela regularização da situação eleitoral, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou, na última quarta-feira (16), que 1.640.317 eleitores tiveram os títulos cancelados no último dia 10 de maio. Com os cancelamentos, a Justiça Eleitoral passa a contar com 125.529.686 de eleitores aptos a votar.

No exterior, 5.521 títulos foram cancelados. Em decorrência disso, o cadastro passa a contar com 81.939 brasileiros residentes em outros países aptos a votar.

Regularização do título

No total, 256.496 eleitores compareceram aos cartórios eleitorais para regularizar o título, já que foram identificados 1.896.813 inadimplentes.

PUBLICIDADE

Em 2003, 95.906 eleitores foram aos cartórios para evitar a perda dos títulos, pelas ausências nos dois turnos das eleições gerais de 2002 e no pleito municipal de 2000. Naquele ano, foram cancelados 2.151.986 títulos.

Títulos cancelados

Antes da exclusão dos títulos cancelados, em abril, o eleitorado contabilizava 126.980.320. Em outubro do ano passado, 125.913.479 eleitores foram às urnas.

Eleitores que não votaram nem justificaram ausência nas três últimas eleições consecutivas – referendo do desarmamento em 2005 e 1º e 2º turno das eleições gerais de 2006 – tiveram seus títulos cancelados.