Barrado novamente

Juiz suspende nova ordem migratória de Trump poucas horas antes de entrar em vigor

Trump anunciou as novas regras no último dia 6 de março, em que estariam proibidos de entrar no país os cidadãos do Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Faltando poucas horas para entrar em vigor, a segunda regra de proibição de imigrantes anunciada pelo presidente norte-americano Donald Trump foi suspensa por um juiz federal Derrick Watson, do Havaí.

Mais de meia dúzia de estados estão tentando impedir a proibição, e os tribunais federais em Maryland, no estado de Washington e no Havaí ouviram argumentos quarta-feira sobre se a medida deveria ser posta em prática.

O Havaí argumentou que a proibição discrimina com base na nacionalidade e impedirá que os moradores do Havaí recebam visitas de parentes nos seis países majoritariamente muçulmanos abrangidos pela proibição. O estado também diz que a proibição prejudicaria sua indústria de turismo e a capacidade de recrutar estudantes e trabalhadores estrangeiros.

Aprenda a investir na bolsa

Trump anunciou as novas regras no último dia 6 de março, em que estariam proibidos de entrar no país os cidadãos do Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen, retirando assim o Iraque, como constava na primeira lista. A ordem entraria em vigor nesta quinta-feira (16).

O Iraque foi removido da lista de nações do decreto original porque seu governo adotou novos procedimentos de verificação para viagens – como uma vistoria mais rígida de vistos e o compartilhamento de dados. Além disso, pesou o fato de que Bagdá trabalha com Washington para conter os militantes do Estado Islâmico.