Investigação

Juiz determina suspensão de atividades do Instituto Lula

De acordo com o juiz, há indícios de que as instalações do Instituto Lula possam ter sido usadas para a prática de crimes

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O juiz federal substituto Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, ordenou a suspensão das atividades do Instituto Lula, que fica no bairro do Ipiranga, em São Paulo. A decisão, apesar de ser divulgada nesta terça-feira (9), foi tomada na última sexta-feira (5).

De acordo com o juiz, há indícios de que as instalações do Instituto Lula possam ter sido usadas para a prática de crimes. Leite se baseou em declarações do próprio ex-presidente, que já relatou o uso do local para reuniões dos mais diversos temas, embora nunca tenha revelado qualquer crime em nenhum desses encontros.

O juiz acolheu manifestação do Ministério Público Federal, que pediu a coleta de documentos para uma ação judicial que transcorre em Brasília a fim de apurar possível envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na compra do silêncio do ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró.

PUBLICIDADE

“Como o próprio acusado mencionou que no local se discutia vários assuntos, e há vários depoimentos que imputam pelo menos a instigação de desvios de comportamentos que violam a lei penal, a prudência e a cautela recomendam a paralisação de suas atividades. Há indícios abundantes de que se tratava de local com grande influência no cenário político do país, e que possíveis tratativas ali entabuladas fizeram eclodir várias linhas investigativas”, escreveu o magistrado.