José Serra questiona competência de Dilma em “andar sozinha” nas eleições

Candidato acusa rival de ser produto da mídia, enquanto ex-ministra disse orgulhar-se de ser produto do governo Lula

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os candidatos à presidência, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), trocaram mais farpas nesta sexta-feira (16). Enquanto o tucano acusou Dilma de ser produto de marqueteiros e “não ter condições de andar sozinha”, a petista respondeu que é produto do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e disse não querer reduzir o nível do debate.

Em visita ao município de Caruaru (PE), o candidato José Serra disse que a utilização de mensagens pró-Dilma em cartilhas distribuídas ao governo federal atestam que a opositora é um artigo da mídia. Segundo ele, o uso eleitoral da máquina pública tornou-se fato cotidiano no governo Lula.

Em entrevista à uma rádio curitibana, Dilma aproveitou para responder às acusações. “Sinto muito, não foi a mídia que me criou, se fosse criação da mídia, não teria o potencial que eu tenho e que até atemoriza um pouco”, afirmou. “Eu sou produto do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um dos maiores governos que esse país já teve”, completou a ex-ministra da Casa Civil.

Aprenda a investir na bolsa

A candidata acrescentou que o mais importante é discutir projetos e não fazer acusações que reduzem o nível do debate. “Isso não beneficia a população nem leva a nada”, disse.

Serra promete reforma política
Ainda nesta sexta-feira, Serra criticou a condução das reformas estruturais feitas pelos governos de Fernando Henrique Cardoso e Lula e prometeu “bancar” a reforma política caso seja eleito. Ele declarou que planeja implementar o voto distrital para as próximas eleições municipais, em 2012. “Vamos atacar o grande fator de corrupção no Brasil, que é o custo de campanha. Eu vou fazer a reforma política”, afirmou Serra.