José Sarney é eleito presidente do Senado Federal pela terceira vez

Senador obteve 49 votos contra 32 do único adversário e afirma que não queria entrar pela disputa pelo cargo

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) é o novo presidente do Senado Federal, eleito nesta segunda-feira (2) com 49 votos, contra 32 votos do concorrente único Tião Viana (PT-AC).

A vitória garante ao senador dois anos no comando do Senado. É a terceira vez que o cargo é ocupado por Sarney, que liderou nos períodos de 1995 a 1997 e 2003 a 2005.

A candidatura oficial do senador aconteceu somente há menos de uma semana da votação ocorrer. Segundo o próprio, parlamentares de diversos partidos o convocaram como concorrente na disputa.

PUBLICIDADE

“Eu não queria disputar a presidência do Senado, fui convocado como um homem público que não pode deixar de fugir ao dever de atender a essa convocação no momento em que colegas de quase todos os partidos me solicitavam que assim eu fizesse”, reforçou.

Em discurso, Sarney se defendeu contra os argumentos de Viana de que seu retorno corresponderia à manutenção do conservadorismo na Casa. “O espírito público não envelhece. Eu me sinto como um jovem se sente ao assumir responsabilidades”, afirmou.

Trajetória

José Sarney exerceu seu primeiro mandato como deputado federal em 1958, pela UDN. Em 1966, ascendeu ao cargo de governador do Maranhão. Desde então, sua família e aliados foram eleitos no Estado, até a vitória de Jackson Lago (PDT) em 2006.

Em 1971, venceu as eleições ao Senado pela Arena, partido que apoiava a ditadura militar. Com o fim do bipartidarismo, o partido virou o PDS e Sarney se uniu à chapa de Tancredo Neves, do PMDB, para concorrer, com sucesso, à vice-presidência.

Após a morte de Tancredo, em 1985, Sarney assumiu a Presidência até 1990, ficando marcado por planos para conter a alta da inflação e pela moratória da dívida externa.

Atualmente, o senador faz parte da base governista e é aliado de Lula.