José Dirceu alerta para reação do PT frente a recusa do PMDB de apoio a Viana

Com perspectiva de que candidatos pemedebistas ganhem disputa na Câmara e no Senado, aliança pode estar ameaçada

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Esquentando a disputa da presidência do Senado e da Câmara, o ex-presidente do PT, José Dirceu, convocou seu partido a se rebelar contra os pemedebistas, em razão de não apoiarem a candidatura do senador petista Tião Viana.

Em seu blog, Dirceu, polemizou a questão da corrida presidencial das Casas ao afirmar que a eleição havia se tornado uma “ante-sala da sucessão presidencial de 2010” e que o PT precisa tratar a disputa “como parte da construção de candidaturas e alianças”.

PMDB

Fortalecido para este ano, o PMDB tem chances de não ganhar só na Câmara com a candidatura de Michel Temer, como também no Senado caso José Sarney se confirme como candidato. Sob essa perspectiva Dirceu previu uma “forte reação por parte dos partidos menores”, e também do seu.

Aprenda a investir na bolsa

“O PMDB não quer apoiar Tião Viana e o PT precisa levar isso em conta. Não pode, simplesmente, fazer de conta que não está acontecendo nada. Até quando o PMDB, o governo e o PT vão manter essa disputa em silêncio e como se não estivesse acontecendo?”, disse.