Jobim: Forças Armadas se preparam para ajudar no controle da gripe suína

Segundo o ministro, hospitais militares têm condições de atender pacientes infectados pelo vírus a qualquer momento

SÃO PAULO – As Forças Armadas estão sendo preparadas para ajudar o Ministério da Saúde no controle da gripe suína em todo o País. A informação foi dada nesta sexta-feira (8) pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Segundo Jobim, os hospitais militares possuem condições de atender pacientes infectados pelo vírus Influenza A (H1N1) a qualquer momento, se for necessário. “Estamos começando a otimizar os laboratórios militares para ajudar o SUS (Sistema Único de Saúde) neste sentido”, declarou o ministro.

Mesmo contando com o apoio das Forças Armadas, Jobim afirmou que não há necessidade de haver ações diretas da organização no combate à doença, uma vez que o Ministério da Saúde está conduzindo o assunto “de forma competente”. “Essa é uma gripe maior, mais forte, mas temos que lembrar que não se pode confundir uma gripe com uma peste”, concluiu.

Números da OMS

Segundo informações atualizadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) nesta data, 25 países já confirmaram a doença. Ainda segundo a organização, são 2500 casos em todo o mundo, 4 no Brasil.