Eleições

Joaquim Barbosa diz que “reeleição funciona como mãe de todas as corrupções”

Segundo ele, a chance de reeleição fá margem para que o Poder Executivo adote a política de troca de favores, como a negociação de cargos, buscando conseguir um maior apoio da base aliada.

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, voltou a participar nesta terça-feira (16) de eventos públicos após deixar o comando do Supremo, e aproveitou para falar sobre reeleição, tema que tem sido um dos debates nas propostas dos principais candidatos à presidência.

Em discurso durante o 13º Congresso Internacional de Shopping Centers, Barbosa disse ser contra a reeleição, e ainda completou: “Em países em fase de consolidação institucional, a reeleição funciona como a mãe de todas as corrupções”.

Segundo ele, a chance de reeleição dá margem para que o Poder Executivo adote a política de troca de favores, como a negociação de cargos, buscando conseguir um maior apoio da base aliada. Seguindo a linha que já foi apresentada por Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB), o ex-presidente do STF defendeu a ideia de mandato único, só que mais longo, de cinco anos.

PUBLICIDADE

Barbosa ainda ressaltou que suas falas “não têm relação com qualquer caso concreto da atualidade”, evitando assim ter suas declarações ligadas à Dilma Rousseff, que busca sua reeleição este ano. Durante o evento, o ex-presidente do STF ainda foi questionado sobre uma possibilidade de se candidatar para presidente: “Vocês não têm nada a fazer? Está tão bom aqui fora”, brincou.