Ex-ministro do STF

Joaquim Barbosa diz que impeachment tem alegação fraca e defende novas eleições

"Organizem eleições, deixem que o povo resolva. Deem ao povo a oportunidade de encontrar a solução", afirmou o ex-ministro do STF em palestra em SC

SÃO PAULO – O ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa se posicionou pela primeira vez sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff em palestra em Florianópolis (SC). As informações são do jornal Zero Hora

Segundo Barbosa, do ponto de vista jurídico, não há problemas no andamento do procedimento. Contudo, ele avalia que há um problema na fundamentação do processo. 

“Sinto um mal estar com esse fundamento. A alegação é fraca e causa desconforto. Descumprimento de regra orçamentária é regra de todos os governos da Nação. Não é por outro motivo que os Estados estão quebrados. Há um problema sério de proporcionalidade. Não estou dizendo que ela não descumpriu as regras orçamentárias. O que estou querendo dizer é que é desproporcional tirar uma presidente sobre esse fundamento num país como o nosso. Vão aparecer dúvidas sobre a justeza dessa discussão. Mais do que isso, essa dúvida se transformará em ódio entre parcelas da população. Quanto à justeza e ao acerto político dessa medida tenho dúvidas muito sinceras”, destacou. 

O ex-ministro do STF defendeu ainda que novas eleições sejam realizadas. “Organizem eleições, deixem que o povo resolva. Deem ao povo a oportunidade de encontrar a solução. A solução que propus é uma transição conduzida pela própria presidente. Mas ela já perdeu o timing”, destacou o jurista. 

Nesta semana, pelo Twitter, o jurista criticou pelo Twitter a votação da admissibilidade do impeachment pela Câmara dos Deputados, ocorrida no último domingo. “É de chorar de vergonha! Simplesmente patético!”, disparou Barbosa, que ganhou uma notoriedade inédita para um ministro da nossa suprema corte ao condenar políticos petistas envolvidos no escândalo do Mensalão em 2012. “Anotem: ainda teremos outras razões para sentir vergonha de nós mesmos em toda essa história”, afirmou em outro tweet. 

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; CLIQUE AQUI e baixe!

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

PUBLICIDADE