Eleições 2018

João Doria convoca Lula para as eleições e dispara: “vamos enterrar o mito”

Apesar disso, prefeito de São Paulo afirmou que não pretende ser candidato por lealdade ao governador Geraldo Alckmin

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Questionado sobre a possibilidade de concorrer para a presidência em 2018, o prefeito de São Paulo, João Doria, seguiu o script das últimas entrevistas e afirmou que não pretende ser candidato por lealdade ao governado Geraldo Alckmin.

“Tenho lealdade ao governado de São Paulo, Geraldo Alckmin. Jamais teria atitude para atropelá-lo, colocá-lo em situação de constrangimento diante de alguém que sempre me prestigiou, me dedicou amizade”, afirmou o prefeito em palestra para empresários em Brasília nesta quarta-feira (28).

Apesar disso, Doria afirmou que a escolha está nas mãos do povo: “quem toma a decisão para uma candidatura dos bons partidos, dos bons candidatos, não são os candidatos, nem os partidos. É o povo”, ressaltou o prefeito de São Paulo.

Aprenda a investir na bolsa

“Vamos enterrar o Lula”
Assim como em sua palestra na Expert 2017, Doria disse que não dá para o Brasil voltar a ser governado pelo PT e que não teme o último Datafolha sobre intenções de voto para a disputa presidencial de 2018, apontando que o ex-presidente Lula manteve a liderança com 29% a 30% das intenções.

“Já defendi e continuo a defender que o Lula deve ser candidato nas eleições. Deve disputar as eleições, sim, e perder as eleições, para não criarmos um mártir e a vitimização que pode eternizar a figura de um mito que não é mito…vamos enterrar o mito, vamos enterrar o Lula e vai ficar o Luiz Inácio”, finalizou Doria.