Jefferson Péres explica suposto envolvimento em atos de corrupção

Senador citou campanha difamatória contra ele e suspeita que Renan Calheiros seja o responsável

SÃO PAULO – O senador Jefferson Péres foi nesta terça-feira (30) ao plenário da Casa dar explicações sobre uma correspondência enviada a alguns parlamentares no último fim de semana que sugere seu envolvimento em atos de corrupção.

No material que foi encaminhado aos senadores, um DVD de cinco minutos de duração sinaliza que Péres se envolveu em atos ilícitos na época em que foi diretor administrativo da Siderama, uma companhia siderúrgica no Amazonas, na década de 70.

Explicações

O senador afirmou que na época a empresa foi investigada por não ter recolhido Imposto de Renda de seus funcionários. Segundo ele, todos os diretores foram relacionados no processo, mas não indiciados.

PUBLICIDADE

A conclusão do inquérito feito pela Polícia Federal, segundo Péres, foi de que apenas o presidente, o diretor financeiro e o superintendente financeiro da empresa na época tinham conhecimento da fraude, o que inocentaria o senador.

Difamação

Para Jefferson Péres, o material é uma campanha difamatória contra ele. No entanto, o senador não apontou responsáveis pelo envio dos documentos, embora tenha afirmado que as primeiras suspeitas poderiam apontar o presidente licenciado da Casa, Renan Calheiros.

Segundo o senador, as suspeitas fazem sentido já que ele é o relator de um dos processos enfrentados por Renan no Conselho de Ética do Senado.