Ânimos acirrados

Jaques Wagner é hostilizado em restaurante japonês em Brasília

Quando deixava um restaurante de comida japonesa uma mulher gritou na direção do ministro: "Fora PT", sendo acompanhado por outros clientes que gritaram "Fora!". O ministro, irritado, rebateu: "Vocês não estudaram? Vagabundos, mal-educados, fascistas".

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

O ministro Jaques Wagner (Casa Civil) foi alvo de hostilidades, neste domingo (6), em um restaurante japonês em Brasília, quando almoçava acompanhado de sua esposa, Fátima.

Quando deixava o restaurante de comida japonesa uma mulher gritou na direção do ministro: “Fora PT”, sendo acompanhada por outros clientes que gritaram “Fora! Ladrão!”. O ministro, irritado, rebateu: “Vocês não estudaram? Vagabundos, mal-educados, fascistas”.

O bate-boca foi rápido, uma vez que a sua esposa o levou para fora do recinto. Jaques Wagner disse que ficou “muito chateado” com o ocorrido e considerou o gesto um “desrespeito à sua mulher”. 

Aprenda a investir na bolsa

Essa foi a primeira vez que o ministro da Casa Civil foi hostilizado, mas não a primeira em que petistas foram alvo de hostilidades em público. Em São Paulo, os ex-ministros Guido Mantega e Alexandre Padilha já foram alvos de hostilidades, assim como o presidente do PT, Rui Falcão, em Brasília. 

Leia também:

Carteira InfoMoney tem 4 novas ações para março; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa