Japão quer exigir conhecimento da língua do país para conceder vistos

Japonês será exigido para estrangeiros que forem ficar por um longo período no país e para vistos de trabalho

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governo do Japão pretende incluir conhecimentos da língua japonesa como um requisito para a concessão de vistos para estrangeiros que pretendam ficar no país por um longo período.

O anúncio foi feito pelo ministro de Relações Exteriores, Masahiko Komura, na última terça-feira (15). Ele citou como uma das razões para a medida a necessidade de que estrangeiros saibam falar japonês para poderem se adaptar à sociedade do país asiático.

Outras razões

Komura também afirmou que saber falar japonês é importante para melhorar a qualidade de vida dos estrangeiros, como também para a sociedade japonesa. Além disso, o ministro disse que a medida pode incentivar a aprendizagem de japonês no país de origem do imigrante.

Aprenda a investir na bolsa

Embora o ministro não tenha dado outras razões, acredita-se que o objetivo principal seja impedir que haja estrangeiros vivendo ilegalmente no Japão.

O ministério da Justiça também afirmou que os vistos para trabalho deverão ser os alvos principais da medida.

Cadastro

Em 20 de novembro do ano passado, o Japão começou a tirar as impressões digitais e a realizar o cadastro dos estrangeiros que chegam ao país. Apenas em 2006, havia 2,09 milhões vivendo no país asiático, permanente ou temporariamente.

A maioria deles era de origem coreana, seguidos por chineses e brasileiros.