Japão proíbe demissão de trabalhadores temporários antes do fim do contrato

A proposta proíbe que agências demitam funcionários antes do fim do contrato temporário com outra empresa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governo japonês aprovou, nesta terça-feira (4), uma proposta que proíbe que agências de recrutamento demitam funcionários temporários antes do término do contrato com a empresa na qual estiveram trabalhando.

Segundo a Agência Kyodo, a medida seria uma forma de aumentar a proteção desses trabalhadores. Porém, a proposta não inclui pessoas que realizem trabalhos temporários como intérpretes e secretárias.

Aprovação

A proposta ainda deve ser enviada para aprovação do parlamento japonês, em uma sessão programada para o dia 30 de novembro.

Aprenda a investir na bolsa

No entanto, sua aprovação permanece incerta, já que a oposição tem barrado as iniciativas do primeiro-ministro japonês, Taro Aso, devido a sua atitude de adiar as eleições no país.