Japão pode revisar lei que proíbe campanha eleitoral em sites e blogs

Para proibição ser revista em junho, parlamentares interessados devem voltar a se reunir na próxima semana

SÃO PAULO – A proibição de atualizar sites e blogs durante a campanha eleitoral deve ser suspensa nas eleições deste ano para o Congresso japonês. Oposição e situação chegaram a um acordo nesta quarta-feira (12).

Porém, o uso de e-mails e do serviço de microblog Twitter, defendido pelo Partido Liberal Democrata, foi deixado fora da discussão, segundo informações da agência Kyodo News.

Na rede
Advogados acreditam ser improvável a suspensão da proibição, devido ao aumento da preocupação relacionada às possíveis calúnias e difamações.

PUBLICIDADE

Para esclarecer a forma como a lei pode ser reformulada durante as plenárias do Congresso já em junho, os participantes devem se encontrar na próxima semana para debater mais detalhes.