Japão pode aumentar os impostos sobre o consumo, diz ministro das Finanças

Medida valeria para ano fiscal de 2011, quando governo entender que não "há como encontrar novas fontes de recursos"

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O vice-primeiro ministro do Japão, Naoto Kan, que também foi nomeado ministro das Finanças na quinta-feira passada, afirmou que vai focar seus esforços em aumentar a taxa de impostos sobre o consumo no ano fiscal de 2011.

“Gostaria de focar meus esforços neste ano na revisão das condições fiscais. Baseado nos resultados, gostaria de discutir os passos necessários de modo a aumentar a carga tributária sobre o consumo ou introduzir uma taxa ‘verde’”, disse o político em um programa de TV.

Não há outro jeito
Kan lembrou que o primeiro-ministro japonês, Yukio Hatoyama, está mantendo uma política de não aumentar os impostos sobre o consumo dos atuais 5% pelos próximos quatro anos, “mas isso não impede que se faça um debate sobre o assunto”, declarou Kan.

PUBLICIDADE

Para ele, o governo precisará discutir a questão, quando ficar claro que “não há outro jeito de encontrar novas fontes fiscais”, completou o ministro.