Japão não consegue identificar beneficiários de 20 milhões de pensões

Número representa 40% do total de contas que seriam analisadas pelo governo, que era de 50,95 milhões

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Governo japonês ainda não conseguiu identificar os beneficiários de mais de 20 milhões de pensões, é o que informou a Agência de Seguro Social do país, na última sexta-feira (14).

O número corresponde a 40% do total de contas misteriosas (50 milhões) que o governo iria checar. Em dezembro do ano passado, já havia 19,75 milhões de pensões sem identificação.

A Agência de Seguro Social afirmou que irá continuar o trabalho para encontrar os proprietários das pensões.

Críticas ao Governo

Aprenda a investir na bolsa

Para o ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, o governo japonês cumpriu a sua promessa de checar as pensões até março deste ano. Porém, com o aumento do número de pensões não identificadas entre dezembro e o terceiro mês deste ano, as críticas também aumentaram.

Para a oposição, a promessa se mostrou inviável e vergonhosa desde o começo, e o governo deve assumir toda a responsabilidade pelo fracasso da ação.

Segundo a Agência de Seguro Social, o aumento no número de pensões cujos beneficiários não foram identificados ocorreu devido à classificação de contas como “Difícil de Identificar”, que não haviam sido incluídas nessa categoria, quando as investigações tiveram início.

A Agência tentará identificar essas pensões por meio da análise de registros do sistema e daqueles escrito à mão.