Japão e Usbequistão: líderes se reuniram para estreitar laços entre si

País da Ásia Central contará com apoio para seu desenvolvimento econômico e Japão se beneficiará com commodities

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O primeiro ministro do Japão, Junichiro Koizumi, anunciou que o país irá colaborar com o Usbequistão para desenvolvimento econômico recíproco e para promover estabilidade na região da Ásia Central, após reunir-se com o presidente Islam Karimov.

Os líderes conversaram, na quarta-feira, sobre o estreitamento de laços políticos e econômicos entre os dois países. Segundo Koizumi, a expectativa é de que o apoio japonês contribua, em última análise, para a democratização do outro país e para o estabelecimento de uma economia de mercado.

Urânio usbeque

Entre os tópicos discutidos no encontro, foram abordados os direitos à exploração de minas de urânio desejados pelo Japão no território usbeque, rico também em outras commodities, como gás natural, carvão mineral, petróleo, prata e cobre.

Aprenda a investir na bolsa

A importância de apoio à comunidade internacional no tocante aos esforços para promover a estabilidade e a paz na região do Afeganistão também foi discutida.

Essa foi a primeira viagem de Koizumi à Ásia Central, e tem como objetivo intensificar a diplomacia entre o Japão e a região.