Japão continuará ajudando Estados Unidos na Guerra do Iraque

Governo do país prolongou por um ano a missão de apoio de sua Força Aérea, que permanecerá no Iraque até julho de 2008

SÃO PAULO – O governo do Japão anunciou sua decisão de prolongar por mais um ano a missão de apoio da sua Força Aérea na Guerra do Iraque.

De acordo com a agência de notícias Kyodo, a previsão era de que a missão fosse mantida por mais seis meses apenas. Agora, os japoneses continuarão ajudando os Estados Unidos até julho de 2008.

Ainda segundo a agência, a decisão de ampliar em um ano a missão foi tomada para evitar que o debate público sobre a intervenção japonesa na Guerra do Iraque seja retomado a cada seis meses.

Autorização

PUBLICIDADE

Em 20 de junho, a lei especial que permite que as Forças Aéreas do Japão continuem participando da Guerra do Iraque foi ampliada em dois anos, já que ela vencia este mês.

A lei especial é necessária porque a Constituição japonesa, redigida pelos aliados após o fim da Segunda Guerra Mundial, proíbe que o país participe de programas de defesa coletiva.

O Japão envia militares ao Iraque para dar apoio logístico aos Estados Unidos, realizando vôos para transporte de tropas e mercadorias.