Lava Jato

Janot chama Delcídio de “agente criminoso” e pede que petista permaneça na prisão

Ao STF, procurador disse que se o senador for solto ele voltará a cometer crimes

Ex-procurador-Geral da República, Rodrigo Janot (Crédito: Agência Brasil)

SÃO PAULO – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chamou o senador Delcídio Amaral de “agente criminoso” em um pedido que enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) para que o senador petista permaneça na prisão. Segundo apurou o Broadcast, Janot teria dito que Delcídio não mede as consequências das suas ações para atingir fins espúrios e ilícitos. 

Quer saber onde investir em 2016? Veja no Guia InfoMoney clicando aqui!

Delcídio foi preso em 25 de novembro pela Polícia Federal suspeito de planejar a fuga do ex-diretor da Petrobras (PETR3; PETR4) Nestor Cerveró para não ser citado na delação premiada do executivo. O senador estaria planejando financiar as despesas de Cerveró e sua família junto com o banqueiro André Esteves, ex-CEO do BTG Pactual. 

PUBLICIDADE

Janot disse na peça enviada ao Supremo e que foi acolhida pelo ministro Teori Zavascki, que se o ex-líder do governo no Senado se mantiver em liberdade, continuará a cometer crimes. “Certamente assim continuará, já deixou bem claro seu modo de atuação”, afirma. O procurador-geral da República ainda falou em ganância de Delcídio ao desviar recursos dos cofres públicos para atender a fins privados.